Untitled Document
Discurso(s)



Claudinei Millan Pessoa
08/09/2010

Dia da Independência


Senhor Presidente, Vereador Juliano Brito Bertolini! Autoridades presentes! Vereadores! Professores e Alunos que se encontram aqui esta noite! Ouvintes! Senhoras e Senhores! Boa noite! Senhor Presidente! Lá se vão 188 anos, desde aquele dia, quando às margens do Ipiranga, D. Pedro I se revolta contra os ditames da Coroa Portuguesa e proclama a Independência do Brasil. A liberdade era um sonho na vida do povo brasileiro daquela época. A sociedade continuava escravista. A maioria dos homens livres viviam miseravelmente nos campos, nas vilas e cidades. A história nos dá uma idéia do imenso patriotismo daqueles que sonhavam ver o País livre de qualquer tutela, independente para conduzir o seu próprio destino. Havia mais de três séculos que o Brasil era colonizado pelos portugueses, e durante esse período muitos fatos marcaram a vida do povo brasileiro. Muitas foram as tentativas de liberdade que ocorreram e muitas pessoas morreram na luta por esse ideal, a exemplo de Tiradentes, líder do Movimento denominado de Inconfidência Mineira, que pretendia uma revolta contra a tirania da Corte Portuguesa sobre o Brasil. Tiradentes foi vencido em seu ideal de liberdade e por ele morreu. Porém, não tardou, D. Pedro declarou a Independência do Brasil, aos sete dias do mês de setembro de 1822. A data hoje lembrada nos faz recordar o passado, pensar no presente, e sonhar com o futuro. No passado, compreendemos que o 7 de setembro não foi um ato isolado do príncipe D. Pedro, e sim um acontecimento que integra o processo de crise do Antigo Sistema Colonial, que subjulgava o Brasil. Vivendo o presente, percebemos que a liberdade de um país vai além do desejo proclamado, mas deve refletir em todos os atos praticados por aqueles que têm o poder de decisões que refletem na dia-a-dia de todos os cidadãos. Para sermos realmente livres, temos ainda de enfrentar desafios como o da falta de moradia digna para muitos brasileiros, de educação ao alcance de todos, de cidades limpas e saudáveis, onde seja respeitado o meio ambiente, com desenvolvimento sustentável, e onde a saúde da população seja prioridade absoluta. Quanto ao futuro, nele moram os nossos sonhos, e é pelos sonhos que vivemos, muito embora, o futuro é hoje. Nós, cidadãos brasileiros, é que edificamos o nosso país, reconhecido no mundo inteiro pela generosidade de seu povo, bela beleza de sua raça, pela carisma de sua gente. Brasil, reverencio hoje as gerações passadas que lutaram pela nossa soberania; clamo aos homens de hoje que não meçam esforços no sentido de preservar este berço de natureza exuberante que é a nossa Pátria; e rogo às gerações futuras que fiquem atentas às suas responsabilidades, pois não há progresso econômico duradouro sem que sejam atendidos os reclamos de “justiça social”, de respeito à pessoa humana e de trabalho para todos! VIVA O SETE DE SETEMBRO! OBRIGADO!!!!!!!!!!!

Câmara Municipal de Dracena
Fone: (18) 3821-1800
Rua Princesa Isabel, 1635       Dracena - SP       CEP:  17900-000
Horário de Funcionamento: Dias úteis das 08:00 as 14:00 hrs
© 2010 MAF Sistemas - Todos os direitos reservados